A opinião sobre uma crise turística: a cultura mediática nos bastidores

Alfredo Ascanio

Resumo


No presente artigo examina-se o comportamento de 15 entrevistados pelo jornal La Província de Palmas de Gran Canarias (Espanha), através das suas opiniões sobre a crise no setor turístico. Utilizando a técnica de Análise do Discurso investiga-se o verdadeiro significado da crise nas viagens que se instalou naquela ilha do arquipélago canário. O resultado mostra que os entrevistados, com responsabilidade sobre a tomada de decisões, minimizam sua parte de culpa na crise turística e no excesso de hospedagens e tentam convencer aos leitores de que essa responsabilidade deve-se a outros setores e não às decisões internas e a fatores externos relacionados com a comercialização do “produto turístico” Las Palmas por parte de operadoras estrangeiras. Confirma-se, parcialmente, a hipótese de que muitas vezes “o que é transmitido produz a sensação de que algo é ocultado ou que não se diz toda a verdade”.


Palavras-chave


Opiniões. Crise Turística. Análise de Conteúdo.

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.7784/rbtur.v2i3.108

Direitos autorais 2014 Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo

 

Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo
e-ISSN: 1982-6125 -  Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Nacional de Pós-Graduação em Turismo (ANPTUR) - Contatorbtur@anptur.org.br