Me Senti em Casa

Análise das Revisões de Experiências de Hospedagem Colaborativa no Site Airbnb sob o Prisma da Confiança

Autores

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v15i3.2026

Palavras-chave:

Hospedagem colaborativa, Confiança, Mídias sociais, Revisões on-line, Airbnb.

Resumo

A proliferação das comunidades virtuais aliada à recente popularização dos meios de hospedagem colaborativa no setor turístico oportunizou a consumação de experiências insólitas de hospitalidade que demandam alto grau de confiança dos viajantes. Este artigo buscou compreender como as revisões de hóspedes auxiliam na transmissão da confiança a outros usuários para novas reservas de estadias na plataforma Airbnb. Mediante abordagem qualitativa de cunho exploratório, empreendeu-se uma análise de conteúdo em 210 avaliações de hóspedes que viajaram para Fortaleza/CE, publicadas entre 2018 e 2019. O estudo inovou ao amparar-se nos determinantes da credibilidade de uma revisão on-line retratados na literatura acadêmica internacional (relevância, precisão, abrangência e atualidade) para a seleção dos comentários. Os resultados revelaram que, quanto ao anfitrião, os principais argumentos usados para propagar confiança foram a receptividade e a solicitude. Em relação ao espaço, destacaram-se localização, conforto e limpeza. No tocante as consequências da experiência, firmaram-se a propensão ao retorno e a recomendação. Observou-se também uma relação de convergência dos argumentos identificados com o sentimento de familiaridade e estar em casa que muitos hóspedes relataram. Surpreendentemente, a fidedignidade do espaço aos anúncios e a segurança do lugar – aspectos associados ao risco – não emergiram expressivamente nos discursos dos viajantes.

Biografia do Autor

Francisco Mateus da Silva Cruz, Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza, CE, Brasil

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará. Este artigo é fruto do meu trabalho de conclusão de curso, que discorre sobre a transmissão da confiança em plataformas de hospedagem colaborativa mediante as revisões on-line dos usuários.

Ana Augusta Ferreira de Freitas, Universidade Estadual do Ceará (UECE), Fortaleza, CE, Brasil

Pós-Doutorado em Administração (EBAPE, FGV), Doutorado e Mestrado em Engenharia de Produção (UFSC), Professora Titular e Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Estadual do Ceará.

Referências

AIrbnb Newsroom. (2019). Sobre Nós. Disponível em: https://press.airbnb.com/br/about-us/. Acesso em: 25 jul. 2019.

Bardin, L. (2016). Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70.

Belk, R. (2007). Why Not Share Rather than Own? Annals of the American Academy of Political and Social Science, p. 611, 126– https://doi.org/10.1177/0002716206298483

Belk, R. (2014). You Are What You Can Access: Sharing and Collaborative Consumption online. Journal of Business Research, 67, p. 1595–1600. https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2013.10.001

Bender, C. S., Löbler, M. L., Lehnhart, E. R., &, Tagliapietra, R. D. (2019). A Adoção de Online Product Recommenda-tions (OPRS) e a Decisão de Compra em Social Commerce. Comun. & Inf., 22, p. 1-20. https://doi.org/10.5216/ci.v22i0.55805

Bezerra, L. T., & Ferreira, L. V. F. (2018). Turismo, Viagem e Economia Compartilhada: As Experiências Relatadas pelos Usuários do Couchsurfing em Natal/RN. Turismo: Visão e Ação, 20(3), p. 375-388. https://doi.org/10.14210/rtva.v20n3.p375-388

Boari, F., & Cunha, A. A. (2019). Mídias Sociais em Turismo e Hotelaria: Uma Revisão das Pesquisas publicadas entre 2006 e 2017. REUNA – Revista de Economia, Administração e Turismo, 24(3), p. 64-79. https://doi.org/10.21714/2179-8834/2019v24n3p64-79

Bonatelli, C. (2019). Hotéis pedem limites a serviços como Airbnb. Disponível em: https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2019/07/05/hoteis-pedem-limites-a-servicos-como-airbnb.htm. Acesso em: 23 jul. 2019.

Botsman, R., & Rogers, R. (2011). O que é meu é seu: como o consumo colaborativo vai mudar o nosso mundo. Porto Alegre: Bookman.

Branco, R., & Teles, A. (2020). Novas Dinâmicas de Consumo Turístico: O Papel da Experiência na Identidade do Turista. Revista Hospitalidade, 17(1), p. 98-114. http://dx.doi.org/10.21714/2179-9164.2020.v17n1.006

Brasil. Ministério do Turismo. (2019). Pesquisa de Sondagem Empresarial. Disponível em: http://dadosefatos.turismo.gov.br/component/k2/item/download/967_c70bb9cfb6cbabaf597e18f89e0ab606.html. Acesso em: 22 set. 2019.

Castells, M. (1999). A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra.

Cheng, M., & Jin, X. (2019). What do Airbnb users care about? An analysis of online reviews comments. International Journal of Hospitality Management, 76, p. 58-70. https://doi.org/10.1016/j.ijhm.2018.04.004

Cheung, C. M. K., Lee, M. K. O., & Rabjohn, N. (2008). The impact of electronic word-of-mouth: The adoption of online opinions in online customers communities. Internet Research, 18(3), p. 229-247. https://doi.org/10.1108/10662240810883290

Christino, J. M. M., Silva, T.S.., Cardoso, E. A. A. & Lopes, A. G. R. (2019). Adoção de Plataformas On-Line de Hospeda-gem Compartilhada: Um Estudo do Comportamento de Uso do Airbnb. Revista Turismo – Visão e Ação, 21(1), p. 165-185. https://doi.org/10.14210/rtva.v21n1.p165-185

Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, & Serviço de Proteção ao Crédito Brasil. (2018). Economia Comparti-lhada. Disponível em: https://www.spcbrasil.org.br/wpimprensa/wp-content/uploads/2018/08/SPC-Analise-_-Consumo-Colaborativo-2018.pdf. Acesso em: 14 jul. 2019.

Costa, R. B., Fernandes, V. M., & Gonçalves, F. N. (2017). A construção da confiança em experiências de hospitalida-de mediadas pela internet: os casos do Airbnb e do Couchsurfing. Comunicação, Mídia e Consumo, 14(39), p. 67-89. https://doi.org/10.18568/cmc.v14i39.1180

DCI. (2019). Airbnb no País já movimenta R$ 7,7 bilhões. Disponível em: https://www.dci.com.br/impresso/airbnb-no-pais-ja-movimenta-r-7-7-bilh-es-1.818147. Acesso em: 21 jul. 2019.

EXAME. (2019). Uber retira mais de 1 milhão de carros do trânsito de SP no 1º semestre. Disponível em: https://exame.abril.com.br/tecnologia/uber-retira-mais-de-1-milhao-de-carros-do-transito-de-sp-no-1o-semestre/. Acesso em: 21 jul. 2019.

Farias, M. L., Barbosa, M. L. A., Silva, L. A., & Sousa Júnior, J. H. (2019). Explicando o Consumo Colaborativo por meio da Teoria da Ação Racional: Uma Aplicação com Usuários do Airbnb. Turismo em Análise, 30(2), p. 290-306. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v30i2p290-306

Farinha, R. (2018). 5 histórias incríveis do português que deu a volta ao mundo em couchsurfing. Disponível em: https://nit.pt/coolt/livros/5-historias-incriveis-do-portugues-que-deu-a-volta-ao-mundo-em-couchsurfing. Acesso em: 21 jul. 2019.

Felson, M., & Spaeth, J. L. (1978). Community structure and collaborative consumption: a routine activity approach. The American Behavioral Scientist, 21(4), p. 614-624. https://doi.org/10.1177/000276427802100411

Jamil A. J., & Hasnu, S. A. F. (2013). Consumers’ Reliance On Word Of Mouse: Influence On Consumer’s Decision In An Online Information Asymmetry Context. Journal of Business & Economics, 5(2), p. 171-205.

Kremer, A. M., & Cavalheiro, R. T. (2018). Confiança e redes: evidências teóricas sob o prisma do capital social. Re-vista Pensamento Contemporâneo em Administração, 12(3), p. 92-109. https://doi.org/10.12712/rpca.v12i3.13292

McQuarrie, E. F. (2015). The new consumer online: a sociology of taste, audience and publics. cheltenham: Edward Elgar Publishing.

McQuarrie E. F., McIntyre S. H., & Shanmugam R. (2013). What motivates consumers to produce online reviews? Solidarity, Status, and the Soapbox Effect. Disponível em: https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=2210707. Acesso em: 14 dez. 2019. http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.2210707

Moreira, M.A.N., & Gomes, C. L. (2018). A hospitalidade na rede social Couchsurfing: Cruzando a soleira virtual em Jaguarão, no extremo Sul do Brasil. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 12(2), p. 1-24. https://doi.org/10.7784/rbtur.v12i2.1399

Oliveira, R. C., Baldam, E. C. G., Costa, F. R. & Pelissari, A. S. (2020). A influência da percepção de utilidade de avalia-ções online na intenção de compra de serviços de hotelaria. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 14(2), p. 30-45. https://doi.org/10.7784/rbtur.v14i2.1695

Ronan, G., & Vale, J. H. (2019). Uber x táxi: vereadores aprovam projeto de lei que iguala regras das categorias em BH. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2019/07/10/interna_gerais,1068725/uber-x-taxi-vereadores-aprovam-projeto-de-lei-que-iguala-regras-das-c.shtml. Acesso em: 21 jul. 2019.

Rousseau, D. M., Sitkin, S. B., Burt, R. S., & Camerer, C. (1998). Not so different after all: a cross-discipline view of trust. Academy of Management Review, 23(3), p. 393-404. https://doi.org/10.5465/amr.1998.926617

Schuckert, M., Liu, X., & Law, R. (2015). Hospitality and Tourism Online Reviews: Recent Trends and Future Directions. Journal of Travel & Tourism Marketing, 32, p. 608-621. https://doi.org/10.1080/10548408.2014.933154

Silveira, L. M., Petrini, M., & Santos, A. C. M. Z. D. (2016). Economia compartilhada e consumo colaborativo: o que estamos pesquisando? Revista de Gestão, 23(4), p. 298-305. https://doi.org/10.1016/j.rege.2016.09.005

Tagiaroli, G. (2019). Uber completa cinco anos de Brasil com 22 milhões de usuários ativos na plataforma. Disponí-vel em: https://gizmodo.uol.com.br/uber-5-anos-brasil/. Acesso em: 23 jul. 2019.

Thomas, M. J., Wirtz, B. W., & Weyerer, J. C. (2019). Determinants of Online Review Credibility and Its Impact on Con-sumers’ Purchase Intention. Journal of Electronic Commerce Research, 20(1), p. 1-20.

Tucci, V. R. V., & Costa, H. A. (2020). A Nova Economia no Setor de Hospedagem: Influências do Airbnb sobre o Mer-cado de Hotelaria de Brasília. Revista Acadêmica do Observatório de Inovação do Turismo, 14(1), 60-80. https://doi.org/10.17648/raoit.v14n1.5667

Vera, L. A. R., & Gosling, M. S. (2017). Economia Compartilhada no Turismo: Uma Discussão Teórica Sobre o Consu-mo Colaborativo e o Compartilhamento. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, 10(1), p.226-251. https://doi.org/10.19177/reen.v10e12017226-251

Vergara, S. C. (1998). Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas.

Vidale, G. (2019). Hábito de alugar peças de vestuário por assinatura cresce no Brasil. Disponível em: https://veja.abril.com.br/economia/habito-de-alugar-pecas-de-vestuario-por-assinatura-cresce-no-brasil/. Acesso em: 21 jul. 2019.

Zhang, K. Z. K., Zhao, S. J., Cheung, M. K., & Lee, M. K. O. (2014). Examining the influence of online reviews on con-sumers’ decision-making: A heuristic-systematic model. Decision Support Systems, 67, p. 78-89. https://doi.org/10.1016/j.dss.2014.08.005

Publicado

2021-06-02