EDUCAÇÃO SUPERIOR EM TURISMO NO BRASIL: ANÁLISE DA OFERTA DE CURSOS SUPERIORES NO NORDESTE BRASILEIRO PELOS INSTITUTOS FEDERAIS

Autores

  • Keila Cristina Nicolau Mota Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFCE
  • Francisco Antonio dos Anjos Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v6i1.461

Palavras-chave:

Turismo, Educação tecnológica, Cursos de turismo, Institutos federais, Nordeste brasileiro.

Resumo

O contexto da sociedade pós-industrial é de grandes mudanças, exigindo mais qualificação e provocando o aumento da quantidade e da qualidade da oferta de cursos superiores em turismo e áreas afins no Brasil. Este artigo, decorrente de pesquisa de doutorado, teve como objetivo analisar os cursos superiores de turismo ofertados no Nordeste Brasileiro pelos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia do país, considerando o contexto da educação superior brasileira. Buscou também, entre outros objetivos específicos, mapear a oferta de cursos superiores na área de turismo no Brasil. A pesquisa tratou de temas relevantes nessa área, com abordagem sistêmica. Caracterizado como descritivo-explicativo do objeto, segundo seus objetivos, o trabalho envolveu pesquisas do tipo bibliográfica, documental e de campo. No campo realizou-se pesquisa com os Institutos Federais do nordeste, pesquisando e analisando aspectos do projeto pedagógico e organização curricular, objetivos do curso e perfil profissiográfico do egresso, comunicação, relacionamento e qualidade dos cursos de turismo e áreas afins por eles ofertados. Foram identificados mais de mil cursos superiores de turismo e áreas afins em oferta no Brasil, em 2010, dos quais 251 são ofertados no nordeste e apenas 13 deles são ofertados pelos IF. Os cursos elaboram seus projetos baseado nos parâmetros do MEC (92,30%), não consideram a política de qualificação do estado onde se inserem, ofertam três línguas estrangeiras e objetivam formar principalmente para o planejamento e a elaboração de projetos, diferenciando-se dos bacharelados pelo aspecto mais prático e operacional do curso e não focando para a pesquisa. A pesquisa pretendeu ser um instrumento que promova discussão sobre o tema, podendo subsidiar estudos acadêmicos e ações práticas de gestores educacionais e políticos do Brasil, principalmente no Nordeste.

Biografia do Autor

Keila Cristina Nicolau Mota, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFCE

Doutora e Administração e Turismo

Francisco Antonio dos Anjos, Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI

Professor Doutor Pesquisador do Programa de Mestrado em Turismo e Hotelaria

Downloads

Publicado

2012-04-21

Edição

Seção

Artigos