A gestão das emoções dos hóspedes

Franciele Cristina Manosso, José Manoel Gonçalves Gândara, Thiago Alves de Souza, Verena Bógea

Resumo


Alguns autores salientam a importância da maximização das emoções positivas, para que os hóspedes tenham uma experiência memorável, criando-se, desse modo, um vínculo maior com o empreendimento hoteleiro. Esse artigo tem como objetivo analisar a gestão das emoções dos hóspedes através da perspectiva do colaborador, utilizando-se de uma abordagem metodológica diferenciada. A utilização do ponto de vista dos colaboradores para tal análise se deve ao fato de que os mesmos são considerados peças fundamentais na prestação dos serviços hoteleiros, podendo então ser considerados instrumentos importantes na gestão das emoções dos hóspedes. Ao que se refere à metodologia de pesquisa foram utilizadas as técnicas intituladas brainstorm e issue cards, elaboradas a partir da abordagem do design thinking. A partir da aplicação destas ferramentas observa-se que a utilização de uma metodologia diferenciada é relevante para uma melhor compreensão da gestão das emoções dos hóspedes, a partir do ponto de vista do colaborador, devido principalmente à complexidade do assunto em questão e também da necessidade de se atentar a todos os detalhes referentes a essa temática.

Palavras-chave


Emoções; Hóspedes; Gestão de hotéis; Design thinking; Recursos humanos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7784/rbtur.v6i3.478

Direitos autorais 2014 Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo

 

Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo
e-ISSN: 1982-6125 -  Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. © 2002 / Todos os direitos reservados Associação Nacional de Pós-Graduação em Turismo (ANPTUR) - Contatorbtur@anptur.org.br