ATITUDE E COMPORTAMENTO DE CONSUMO EM UM DESTINO ECOLÓGICO: UM ESTUDO COM JOVENS DE ILHABELA (SP, BRASIL)

  • Braulio Oliveira PPGA-FEI
  • Suzane Strehlau Doutora em Administração pela EAESP/FGV. Professora Pesquisadora do PPGA-Uninove.
  • Régis Thomaz Ximenes Mestre em Administração pela FEI. Professor da Faculdade Drummond.
Palavras-chave: Comportamento do consumidor, Destino ecológico, Meio ambiente, Sustentabilidade.

Resumo

A preservação do meio ambiente vem sendo discutida há bastante tempo na mídia e no meio acadêmico. O objetivo deste trabalho foi verificar a atitude e o comportamento de jovens de uma estância ecoturística, quanto ao consumo ecologicamente correto. A pesquisa foi realizada com uma amostra probabilística de 143 estudantes de ensino médio de Ilhabela, cidade do litoral norte do Estado de São Paulo, que tem como uma das principais atividades econômicas o turismo ecológico. As análises realizadas apontam que a população pesquisada pode ser dividida em três grupos em relação à atitude e ao comportamento de consumo ecologicamente correto, os quais foram rotulados de “proativo”, de “indiferente” e de “negativo”; mostram, ainda, que 10 das 40 assertivas da escala utilizada para mensurar o fenômeno discriminam os grupos e geram uma função que permite a alocação preditiva adequada de 92,3% da população pesquisada. A maioria dos perfis considerados “proativos”, gerados a partir da combinação das variáveis “gênero”, “ano escolar que cursa” e “renda”, é formado por mulheres. Conclui-se que é imperativo trabalhar a questão da preservação ambiental junto aos jovens, pois apenas 21% da população foram considerados “proativos”.

Biografia do Autor

Braulio Oliveira, PPGA-FEI
Doutor em Administração pela FEA/USP; Professor Pesquisador do PPGA-FEI
Publicado
11-09-2012
Seção
Artigos