Os Cegos Conseguem ‘Enxergar’ Destinos Turísticos na Internet? Uma Análise da Acessibilidade dos Websites Oficiais dos Estados Brasileiros

Autores

  • Francisco Vicente Sales Melo Universidade Federal de Pernambuco
  • Denis Silva da Silveira Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v7i2.586

Palavras-chave:

Acessibilidade, Websites de Turismo Governamentais, Pessoas Cegas.

Resumo

Este artigo analisa a acessibilidade dos websites oficiais dos Estados brasileiros no que se refere à busca de informações sobre os seus destinos turísticos por parte de pessoas cegas. Foram avaliados todos os portais de turismo de cada Estado por meio de dois softwares avaliadores de acessibilidade. Em seguida, duas pessoas cegas que são usuárias da internet e tem o hábito de viajar a lazer acessaram os portais. Após as análises, verificou-se que apenas o website de turismo do Estado do Paraná apresentou-se como acessível tanto na análise de um dos softwares quanto na avaliação dos participantes, indicando que quase todos os portais brasileiros não são acessíveis para estas pessoas. O estudo não apresenta soluções práticas para melhorar a acessibilidade dos portais de turismo brasileiros, apenas, a partir de uma análise descritiva, mas, sobretudo relevante, levantar a problemática e provocar discussões sobre a temática em questão.

Biografia do Autor

Francisco Vicente Sales Melo, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando em Administração pelo PROPAD/UFPE

Denis Silva da Silveira, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em Engenharia de Produção pela UFRJ. Professor do Programa de Pós-graduação em Administração da UFPE.

Downloads

Publicado

2013-08-20

Edição

Seção

Artigos